E assim foram as férias – Parte 2

E ‘ós despois’, voltei para contar o resto, que ontem tive com uma grande camada de gripe em cima e não tive paciênciazinha para cá vir (sem desprimor para ninguém).

O CONTEXTO: Quando se aterra no aeroporto da Boa Vista, percebe-se logo que aquele aeroporto é minuscúlo, só para terem noção, é para ai do tamanho de um supermercado Minipreço (daqueles mais pequenos) e sim aterram lá aviões e  têm tudo o que faz falta, mas em menos quantidade. Primam pela simpatia, característica que se nota assim que chegamos à ilha. O percurso do aeroporto ao hotel, não sei precisar de quantos km foi, tenho a noção que foram poucos, mas mesmo assim demoramos 45 minutos por estradas muuuuuuuito mazinhas, onde se avistam cabras a comer pedras e pessoas com t-shirts do Benfica (yeiiiihhhh).

Rabil

A PRAIA E O HOTEL: Ora bem, resumindo: o hotel era óptimo, o staff do melhor, a comida do best. tudo muito bom, só tinha um problema, a praia tinha ondas que nunca mais acabavam, a rebentar parecia trovoada (da forte). Eu caguinchas como sou com medo das ondinhas, só molhei os pezinhos, constatei que é quentinha sim senhor, mas temos pena, que ainda tenho muito vivo dentro de mim aquele episódio em que fui levada e trazida das ondas da Praia de melides durante uns minutos valentes e andei a cuspir areia uma semana. Passei a praia e só ia lá dar passeios e vigiar o Faneco de não se afogar.

Uma das especialidades do hotel era Bife de Porco com molho Roberta, sei que sou suspeita, mas acreditem que é muito bom e tenrinho 😉 Não resisti a tirar uma foto..eheheh

Amanhã há mais…Kiss kiss*