passeio pela costa vincentina.

Mil perdões por esta ausência, mas esta semana não foi particularmente fácil.

No fim de semana passado fomos gastar um voucher que tinhamos da “Vida é Bela” e que estava quase a acabar o prazo! Para começar, começou mal, todos os sitios que tinhamos escolhido como preferidos estavam lotados, os que eram menos preferidos também, o último telefonema foi para um monte na zona da Zambujeira do mar, que tinha vagas e um atendimento muito simpático. Desconfiei, afinal de contas porque é que este ainda não estava lotado?? Enfim não pensei muito nisso e na sexta feira já estavamos de malas prontas para um fim de semana de turismo rural+geocaching. Sexta feira fui fazer as unhas e despachei me um pouco mais tarde, no entanto, avisei que ia chegar por volta das 21h e por isso tava tudo na boa!!

Ora quando saimos ainda passamos na Decathlon, porque o Faneco afirmava que eu não tinha roupa de jeito para ir para o campo fazer caminhadas. Ora como devem calcular, quando saimos da loja já eram quase nove da noite, não tinhamos jantado e enfrentávamos um nevoeiro do camandro pela viagem. Por nevoeiro do camandro entenda-se que uma viagem de Coina a São Teotónio demorou quase 4horas…:S A pior viagem da nossa vida, iamos a 10km/h, o marido estava mal disposto, por causa de uma sandes que comeu com molho cor de rosa, enfim não começou nada bem o fim de semana.

Finalmente depois da meia noite chegamos ao monte, hiper cansados, com vontade de um banho quentinho e uma noite bem dormida.Qual quê????!!! O quarto que se apregoava que tinha aquecimento, tinha um aquecedorzito a óleo que não aquecia um dedo mindinho, o chão de pedra, apenas com um tapete. A cama estava feita com uma coberta daquelas que se metem na cama no verão, um frio do caraças foi o que passámos…mas pensámos, não nos vamos aborrecer, nós também viemos foi pelo passeio, bola pá frente!

O sábado foi espectacular, fartamo-nos de passear pelas praias da costa vicentina, encontramos algumas caches e só voltamos para o monte perto da hora de jantar. Jantar esse que também era incluido no voucher – Magret de Pato. As bebidas não estavam incluidas, mas com este manjar ia bem um vinho tinto, não acham? Pois eu também achava, até ver que na carta de vinhos, o mais barato era a partir de 25 euros. O que não me parece bem, porque o preço do vinho em nada era compativel com o conforto do monte e suas acomodações. Ok, podia ser compatível com a simpatia dos caseiros, mas por amor da santa, 25 euros por um vinho feito pela cunhada da caseira, com um nome que eu não conheço de lado nenhum, NÃO  obrigada…São duas cervejas por favor!!

Basicamente foi este o nosso fim de semana. Domingo acordamos, fizemos o check out muito rápido e púsemo-nos dali para fora, antes que eu virasse a boneca e começasse a reclamar. Fomos fazendo mais geocaching enquanto fomos subindo de volta a casa, e pronto finalmente home sweet home…

…mas ainda não acabou: Quando chegamos a casa não vinhamos sozinhos! Pois, o Faneco trazia uma carraça ao peito, e vejam la, metade já dentro da carne, tão pa dentro tão pa dentro, que nos valeu uma ida às urgências, para o rapaz ser cortado e cozido, para lhe retirarem a carraçita.

Foi um desassossego, este fim de semana, mas sabem que mais? Venham fins de semana destes! Foi divertido a valer!!

P.S.: Se quiserem saber o nome do monte onde fiquei e que não recomendo, peçam-me que eu digo por mail. Não estou aqui para estragar o negócio a ninguém!

One thought on “passeio pela costa vincentina.

  1. Por mim também podem vir carradas de fds destes 😉
    Mas por favor sem a parte da carraça e da ida as urgências o faxfavor 😉

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *